Os novos filmes independentes

Daniel Pinchbeck comenta em seu blog (www.realitysandwich.com)  sobre a produção e distribuição de novas mídias e produtos culturais, como o documentário 2012 – Tempos de Mudança

Tradução livre de Karin Thrall

Ao longo dos últimos meses, tenho trabalhado numa estratégia de lançamento do documentário 2012 – tempos de mudança com  o diretor João Amorim, o produtor  Giancarlo Canavesio e a equipe da Mangusta Films. Isso tem sido um grande processo de aprendizado, algo que ainda está em andamento. A transformação das mídias que começou com a Web 2.0 há alguns anos  tem continuado e acelerado. Em decorrência disso, as estratégias mais antigas de distribuiçao e marketing de filmes independentes não mais funcionam. O modelo no qual um novo filme independente estreia  em um festival como Sundance ou Toronto, encontra a partir daí uma empresa de distribuição que pega o filme das mãos do diretor e o leva ao sucesso com grandes retornos financeiros tornou-se uma fantasia. Hoje em dia, pouquíssimos filmes fazem acordos como esse, e mesmo quando o fazem,  raramente conseguem pagar os investidores, remunerar os criadores ou causar grande impacto no mainstream.

Continue lendo…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s