2012

Worshop de Astrologia Védica

dias 19 e 20/2 (sáb e dom) | 14 às 18h00

*Nakshatras e Panchanga – A maneira como nossas almas assumem seus lugares
no mundo* (com Walter De Feo)

(*) Não é preciso ter conhecimentos prévios de astrologia védica.

A astrologia ocidental e a astrologia védica não são substituíveis – cada uma tem seu recado particular, aborda uma faceta específica do humano.
Estudando as duas, podemos ter uma visão mais completa e consistente de nós mesmos. Se a *astrologia ocidental* (de fundamento grego) nos leva a conhecer nosso perfil individual enquanto personalidades psíquicas e físicas, a *astrologia védica* (hindu) se ocupa de algo anterior a esse perfil – fala de nosso ‘sopro vital’, de *nossa alma*, de um destino que é anterior à personalidade que assumiremos no mundo concreto. Nesse sentido, a astrologia  védica aponta para tarefas mais espirituais, empreendidas em nossas vidas – praticarmos nosso * Dharma* (nossa verdade essencial, nossas melhores habilidades existenciais) e trabalharmos nosso *Karma* (=assumirmos a responsabilidade por escolhas e decisões tomadas ao longo do tempo de nossa existência). O *Panchanga* (5 componentes principais do dia, incluindo o dia de nascimento) e os *Nakshatras* (signos ou ‘mansões’ lunares) constituem, segundo a tradição védica, uma espécie de ‘ponte’, o caminhopelo qual determinada alma irá enraizar-se no mundo concreto. Isso quer dizer que seu estudo nos mostra por que caminhos nossa alma abordará e viverá mais concretamente no mundo físico e material, e o quanto, nessa abordagem, conseguirá desenvolver-se e fazer seu ser essencial evoluir.

Saiba mais…

<http://www.arionbr.com/Agenda.htm>
>>INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
Arion – Expansão Cultural
(11)5572-3657 | (11)9929-7035 | arion@arionbr.com | www.arionbr.com

Advertisements

Uma obra para a vida toda

Karin Thrall – doutora em Comunicação e Semiótica (PUC/SP), editora na Anadarco Editora &Comunicação

O livro 2012:o ano da profecia maia (título original, 2012: the return of Quetzalcoatl) surgiu a partir de uma inquietação do autor quando beirava seus trinta anos e era jornalista de grandes revistas de moda e design em Nova York. Naquela época, Daniel Pinchbeck passou a não mais engolir o que a mídia e a cultura ao seu redor lhe ofereciam como explicação para o funcionamento do mundo. Como muitos de nós, achou que deveria haver alguma outra forma de se lidar com a vida, algo que pudesse ir além de escrever matérias fúteis sobre sapatos, de aceitar passivamente que a natureza ao nosso redor seja destruída e que os sistemas econômicos gerem cada vez mais um número maior de excluídos. 2012: o ano da profecia maia é o resultado dessa inquietação.

Para ler o artigo na íntegra, clique no link.


Comece a ler antes do 21/12/2012

Hoje é 21 de dezembro e estamos a exatos 2 anos  da data que a profecia maia anuncia como o retorno de Quetzalcoátl, a serpente plumada, o deus meio Zaratustra, meio Dionísio que representa o final de  um ciclo da humanidade e o início de outro.

Às vezes fica difícil imaginar se a humanidade realmente atingirá um outro patamar de consciência, um modo de estar no mundo que favoreça menos a materialidade, o prazer e o lucro instantâneos e valorize mais as experiências, os projetos de longo prazo, a sensação de que se está fazendo algo por um ideal maior do que a vida de uma geração.

Digo isso por um efeito em cascata que é fácil de notar: cada vez mais, as pessoas leem menos. Isso é notório no Brasil. Se por um lado a internet proporciona um arcabouço gigantesco de informações, a grande maioria das pessoas não tem paciência de ler algo que vá além de algumas poucas linhas, que aprofunde e explique uma ideia ou um  tipo de pensamento.

Enganam-se aqueles que acham que a leitura é algo puramente racional. Pelo contrário: embrenhar-se na leitura é deixar-se levar pelos sentidos, é entrar em um universo paralelo por alguns instantes. É, efetivamente, sentir o que o autor e sua história propõem.

Mas isso requer treino. Requer repetição. E quanto mais nova a geração, menos esse hábito é valorizado. E um povo que lê menos, que consequentemente tem menor repertório, é mais facilmente conduzido, manipulado.

Certamente, as bandeiras levantadas hoje estão muito mais pulverizadas do que há 50 ou 60 anos atrás. Mas elas não deixaram de existir. Apenas mudaram de figurino. As lutas atualmente são muito mais individuais do que no passado. Os grandes movimentosestão dando lugar a movimentos mais sutis, porém igualmente importantes. A reflexão não é da massa. Ela é interna. E é isso que o mito de Quetzalcoátl vem anunciar.

Em 21 de dezembro de 2010, dia de um eclipse lunar, nosso blog faz uma pausa de duas semanas para um merecido descanso. Mas nossa loja virtual continua em funcionamento. Abra sua cabeça! Leia!


Adquira o livro ‘2012: o ano da profecia maia’

Preço diferenciado para quem comprar o livro ‘2012: o ano da profecia maia’, de Daniel Pinchbeck pelo site da Anadarco Editora. Aproveite esta facilidade.  Clique na imagem do livro  para acessar a loja virtual.

Faça o download gratuito da introdução de ‘2012: o ano da profecia maia’, aqui.


Lançamento do livro ‘2012: o ano da profecia maia’; veja fotos


Introdução de ‘2012: o ano da profecia maia’ com licença no Creative Commons

A Anadarco Editora está disponibilizando na internet, em formato PDF, a introdução de ‘2012: o ano da profecia maia’, do autor Daniel Pinchbeck, traduzido em português.

A introdução foi licenciada na Creative Commons para o uso gratuito e compartilhado.

O lançamento do livro acontece nos dias 11 e 12 de dezembro, das 13h às 19h, na própria sede da Anadarco (Rua Oscar Freire, 329 – cj. 71 – São Paulo, SP).

Todos estão convidados!

Para baixar a introdução de ‘2012: o ano da profecia maia’, clique aqui.

Licença Creative Commons
A obra 2012: o ano da professia maia de Daniel Pinchbeck foi licenciada com uma Licença Creative Commons – Atribuição – Proibição de Obras Derivadas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em www.2012oano.wordpress.com


Lançamento de ‘2012: o ano da profecia maia’

Com muito orgulho e suor, a Anadarco Editora irá lançar com exclusividade a obra ‘2012: o ano da profecia maia’, do autor norte-americano Daniel Pinchbeck. Para marcar oficialmente o evento, dias 11 e 12 de dezembro, vamos promover o Open House, Open Books, Open Minds Anadarco, um evento aberto para que as pessoas possam não somente comprar livros, mas também conhecer nossa agência que fica na Rua Oscar Freire, em São Paulo.

Não é fácil lançar um livro. Quem trabalha no meio editorial sabe muito bem disso. No nosso caso, como o autor  é gringo, o trabalho exigiu tradução do texto e acompanhamento permanente das provas antes da impressão final.

Desde o início das negociações para a compra dos direitos autorais até hoje (faltando pouco menos de uma semana para o lançamento) foram dias de euforia, cansaço, discussões e muita certeza que estávamos preparando um projeto diferenciado para quem deseja agir diferente do atual estilo de vida.

Mas o que é agir diferente? É sair do estado de conforto, repensar a lógica do consumismo, atuar na preservação do meio ambiente e dar margens a outras interpretações além da racional. Enfim, um convite para enxergar o mundo com outros olhos.

‘2012: o ano da profecia maia’ é boa opção de presente de Natal porque traz conhecimento e uma oportunidade a mais de ir além daquilo que nos é dado pelos governantes, pela imprensa, pelo cotidiano. Vale a pena ler!

Serviço:

Open House | Open Books | Open Mind ANADARCO
11 de dezembro – das 13h às 21h
12 de dezembro – das 13h às 19h
Rua Oscar Freire, 329 – cj. 71
Drinks e petiscos naturais | lounge music | celebração e networking